Saiba quais indícios revelam o dependente de crack

Da redação do pe360graus.com

Especialistas pernambucanos e dos estados de Minas Gerais, Alagoas e Brasília estão reunidos, em um simpósio no Recife, para discutir e propor políticas públicas de combate ao crack. A disseminação dessa droga, que tem causado sofrimento a milhares de famílias, é considerada, por alguns especialistas, uma epidemia. Mas como reconhecer os sinais de um dependente de crack?

De acordo com a psicóloga Elsa da Mata, alguns indícios comportamentais podem revelar um usuário de crack. “Desarticulação do sono, mudanças nos horários e na quantidade da alimentação, as saídas muito frequentes de casa e pequenas queimaduras na boca ou nas mãos”, diz.

Outro grande indicativo, segundo Elsa, é o desaparecimento de objetos em casa. “Precisando muito de dinheiro, ele começa a furtar dentro de casa, para poder comprar a droga”, conta. “Muitas vezes, os familiares relutam em aceitar, estão sendo querendo evitar que, de fato, aquilo esteja acontecendo”.

Ela explica que, assim que forem constatadas essas características, a família deve, imediatamente, procurar ajuda. “A gente tem um catálogo, no site do Tribunal, onde estão reunidas todas as alternativas de tratamento nos equipamentos públicos e nas comunidades terapêuticas”, diz.

No Brasil, 0.7% da população está em uso de crack. A expectativa para a próxima pesquisa é que esse número suba para 1.2%. Em Pernambuco, são de 60 mil a 120 mil dependentes.

Quer ficar sempre atualizado? Siga-nos! @ctviva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *