Mãe é amor eterno

Nesta vida cada vez mais atribulada, parece que tudo tem um preço: quanto custa nosso dia? Quanto custa cada minuto que nos desviamos de nossas funções, que nos distraímos? Parece que tudo gira em torno do ter, ainda que não levemos nada de material depois desta vida. Mas e o ser? Será que estamos dando a devida atenção para quem É e sempre SERÁ importante em nossas vidas?

Na semana em que se comemora o Dia das Mães, façamos uma reflexão. Àqueles que têm mãe, faço algumas perguntas: vocês se falaram pessoalmente nesta semana? Caso tenham se encontrado, trocaram abraços ou ficou apenas naquele papo burocrático de sempre? Você deu ao menos um sorriso sincero? Ainda que com o seu olhar, deixou transparecer o quanto a ama?

Estes momentos não têm preço, mas têm um valor inestimável. Olhe para sua vida, você é capaz de dizer o quanto vale cada sorriso de sua mãe para suas conquistas? Sabe dizer o quanto vale cada lágrima derramada em eventuais erros que tenha cometido ou pela simples saudade de não poder vê-lo mais.

Nesta vida, tudo é passageiro. Um dia estamos aqui e no outro podemos não estar. Como será os dias de nossa mãe se isso acontecer? Por outro lado, como será nossa vida no momento em que não pudermos mais contar com a presença de nossa mãe? Se você já não tem  mãe, sabe muito bem como é lidar com a falta que este amor em sua vida.

Nesta semana, que você reflita sobre a necessidade de demonstrar amor àquela pessoa que, de um modo ou de outro, está e sempre estará ao seu lado em qualquer situação. Se você infelizmente não pode contar com a presença de sua mãe, que se apegue às boas lembranças, aos momentos felizes, que honre sua mãe com o sentimento mais puro que ela pode merecer: o amor eterno.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *