A depressão sob o olhar de uma fotógrafa

O que passa na cabeça de quem sofre de depressão? Quais são as sensações? A fotógrafa Christian Hopkins, diagnosticada com a doença aos 16 anos, decidiu se expressar através da captura de uma lente. O resultado é uma série surpreendente de fotos que mostram as diversas nuances da depressão – doença mental que afeta cerca de 350 milhões de pessoas no mundo.

“Eu venho usando a fotografia como terapia pois ela me ajuda a lidar com muitas das emoções que eu tinha dificuldade em entender no passado”, disse a jovem, atualmente com 22 anos, ao jornal The Huffington Post. “Sempre que eu me sinto controlada por uma emoção em particular e incapaz de pensar ou me concentrar direito, eu tiro essa emoção para fora da minha cabeça e a deixo presa em uma fotografia.”

Depois de tirar as fotos, ela descobriu que as imagens serviam como desabafo emocional. Elas também serviam um propósito duplo: como recurso educativo para aqueles que não podem compreender com o que as pessoas deprimidas muito frequentemente se deparam.

Leia também: Depressão: 7 coisas que você precisa saber

“Espero que essas fotos sirvam para elucidar os sintomas mais amorfos da depressão e, ao fazer isso, ajudar na compreensão daqueles que – possivelmente até mesmo alguns conhecidos – estão passando por isso”, disse a fotógrafa.

Em sua fotografias, a artista busca retratar a depressão
Para a fotógrafa, seu trabalho vai além de buscar educar as pessoas em relação a depressão, é também um desabafo pessoal

A série de fotografias da Christian é uma contribuição bem-vinda de discutir sobre a depressão. Afinal, trata-se de uma doença que é, por vezes, estigmatizada, fazendo com que muitos evitem buscar o tratamento necessário por medo ou preconceito.

“Muita gente não entende muito bem o pouco controle que algumas pessoas têm sobre os seus próprios pensamentos e emoções quando sofrem de doença mental”, disse a fotógrafa. “Lidar com alguém que tem depressão e ansiedade pode exigir uma grande dose de paciência, mas estas doenças podem ser tratadas, apesar das coisas parecem sem solução. Mesmo sem um efeito imediato ou tangível, o menor gesto de apoio pode fazer uma enorme diferença.”

Se você apresenta sintomas de depressão, não deixe de procurar ajuda. Acesse o nosso site e escolha a melhor forma para entrar em contato conosco: www.ctviva.com.br.

Fonte: Brasil Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *