Anorexia e bulimia: como ajudar quem nega que está doente

Sabe aquela pessoa que, ao olhar-se no espelho ou pesar-se, encontra quilos de gordura, afirma que precisa emagrecer mais e faz de tudo para tal, mesmo que todos vejam e falem que ela está magra? Pode ser que ela tenha algum tipo de distúrbio alimentar. Mas, como é muito comum que neguem que estejam doentes, preparamos este texto para que você aprender formas de ajudar quem nega que esteja sofrendo com anorexia ou bulimia.

Por que não se deve ignorar?

Quem sofre de anorexia ou bulimia pode, por vezes, achar que é normal fazer longos jejuns, fazer exercícios intensamente, controlar rigidamente o que come ou provocar o vômito após as refeições. E as pessoas encontram na internet o apoio para continuar seguindo este ‘estilo de vida’, porque elas acreditam que precisam ficar mais magras, mesmo que tudo indique que não. Portanto, quem tem alguém próximo que sofre de um transtorno alimentar tem o desafio de ir contra essa maré de crenças obsessivas relacionadas ao emagrecimento.

Como ajudar em casos de anorexia ou bulimia?

Se você convive com uma pessoa que sofre de anorexia ou bulimia, siga estas dicas:

Se informe

É preciso entender o que são os transtornos alimentares para que você possa ajudar. Aqui no blog da Clínica Viva temos vários textos sobre o tema. Caso não tenha lido, vale começar com o As diferenças entre anorexia e bulimia” e com o “Cinco perfis psicológicos que indicam propensão à anorexia e bulimia”. No fim da página há outras recomendações de leitura e você pode também procurar clicando no seu lado direito.

Converse

Abastecido com conteúdo, é hora de conversar. Busque o momento e o local mais apropriado e fale sobre os transtornos alimentares de forma calma. Durante a conversa, em vez de acusações ou críticas, use exemplos de momentos que te deixaram preocupados com comportamento e a saúde da pessoa.

Incentive o tratamento

Após explicar a sua preocupação, fale para a pessoa que é importante buscar ajuda profissional para realizar um tratamento. Incentive, mostre os benefícios, dê apoio e, se possível, se ofereça para ir com ela no primeiro dia de consulta.

Onde encontrar ajuda

Na Clínica Viva, há tratamento para anorexia e bulimia através de um programa personalizado. O paciente é atendido individualmente com uma equipe multidisciplinar, composta por médico psiquiatra, psicólogos e nutricionista. Saiba mais detalhes e onde encontrar a unidade mais próxima, acessando www.ctviva.com.br .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *