Veja os principais pontos para a recuperação da dependência química mostradas no Profissão Repórter

O ‘Profissão Repórter’, exibido pela Rede Globo na última terça-feira (23), mostrou a dependência de crack. O roteiro, assim como as outras vezes, passou desde onde é produzida a droga consumida no Brasil, passando pela Cracolândia em São Paulo até o reencontro com algumas pessoas que tiveram suas histórias contadas nos programas anteriores.  Mas se a reportagem mostrou o mesmo de sempre, a gente te mostra um olhar diferente. Das histórias de sucesso apresentadas pelo programa, há três pontos fundamentais para a recuperação do dependente químico. Quer saber quais? Leia a seguir:

Afastar-se

Afastar-se de pessoas e lugares que de alguma forma incentivam o uso de drogas é imprescindível na recuperação do dependente químico. Isso significa que é importante que a família e os órgãos de saúde voltados a ele estejam preparados para oferecer o suporte necessário para que a pessoa tenha segurança e apoio para se afastar das drogas.

Nos casos em que o dependente químico não consegue se afastar das drogas, mesmo com acompanhamento, é importante avaliar a necessidade de internação, pois, assim, ele terá o suporte profissional 24 horas por dia durante os primeiros meses de tratamento – geralmente os mais difíceis devido a síndrome de abstinência.

Oportunidade

Das histórias de sucesso mostradas pelo ‘Profissão Repórter’, também vimos que os dependentes químicos tiveram oportunidade de trabalho. Isso é muito importante, pois muitos perdem o emprego devido a doença. A volta ao mercado de trabalho proporciona a sensação de que ele é útil e melhora sua autoestima. A psicóloga Sonia Regina Solano Paes Breda, da Clínica Terapêutica Viva, já explicou a importância do dependente químico ter a oportunidade de trabalho. Para ler, clique: Dependência química: como voltar ao mercado de trabalho após a internação?

Equipe multidisciplinar

Psicólogos especialistas em psicoterapia cognitiva-comportamental e psiquiatras foram os profissionais mais citados na reportagem. Isso não é à toa! Uma equipe profissional especializada é fundamental no tratamento da dependência química pois, além de terem estudado profundamente o assunto, saberão orientar o dependente químico e sua família para a recuperação.

Na Clínica Viva, os dependentes químicos são atendidos por uma equipe altamente especializada, tanto no acompanhamento ambulatorial (sem internação) quanto no período de internação.

Quer saber mais sobre tratamento para dependência química? Acesse: tratamento para dependentes químicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *