Prevenção às drogas começa em casa

Sabemos que provavelmente você já leu ou ouviu este título acima em algum lugar, mas a gente precisa continuar batendo nessa tecla: a prevenção às drogas começa em casa.  Sabe por quê? Enquanto o assunto ‘drogas’ ainda é tratado como tabu por muitas pessoas, é cada vez maior o número de adolescentes e jovens adultos que utilizam alguma substância química. E nada melhor que aproveitar o Dia Internacional de Combate às Drogas, celebrada no dia 26 de junho, para relembrar a importância da prevenção.

Por que é importante?

“O que os pais dizem e fazem têm uma grande influência no futuro de seus filhos. Os pais são o modelo mais importante na formação de um indivíduo, por isso eles devem sempre dar atenção e carinho, mostrar bons exemplos, ter hábitos saudáveis, participar das atividades dos filhos e conversarem com eles através de uma comunicação clara e sincera”, explica a psicóloga especialista em dependência química Sonia Regina Solano Paes Breda, da Clínica Terapêutica Viva.

Como falar sobre drogas?

O diálogo é imprescindível para a prevenção às drogas. Como já falamos no post Pais Devem Orientar os Filhos desde Pequenos, a família não deve ter medo de falar e, sim, buscar se informar para poder orientar o filho da melhor forma possível.

Além de estudar sobre o assunto, os pais devem buscar o momento ideal para falar com o filho, de forma calma e adequada à sua idade, sobre as drogas, possíveis consequências e lembrá-lo de que ele não precisa usar drogas para ser aceito pelos colegas.

“As conversas podem acontecer através de um programa de TV, uma cena na novela sobre drogas ou álcool, um anúncio no jornal, um filme, ou até mesmo na rua se os pais com os seus filhos encontrarem um grupo de jovens consumindo bebidas alcoólicas. O diálogo pode ser construído de várias maneiras”, orienta Sonia.

Aqui no nosso blog sempre há conteúdo para te ajudar na prevenção às drogas em casa. Se precisar da Clínica Viva, acesse www.ctviva.com.br e escolha a melhor forma de entrar em contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *