Dependência de internet: veja como identificar e tratar

Um mundo repleto de possibilidades regado por uma sedução que faz com que as pessoas sintam que precisam daquilo para viver. Não dá para negar que a internet é uma ferramenta importantíssima, porém, é preciso muito cuidado para que o gostar/necessitar não se transforme em dependência de internet.

Mas em um mundo onde acessar a internet é importante e incentivado, como saber o limite? Para começar, é importante esclarecer que a dependência de internet é caracterizada pela preocupação excessiva em ficar conectado. O resultado? A saúde e as relações pessoais, afetivas e profissionais são prejudicadas.

Exemplos práticos para identificar a dependência de internet é: preferir ficar na internet do que interagir com os outros na vida real, abandonar outras atividades que até então eram prazerosas, ter baixa produtividade, faltar do trabalho ou da escola para ficar conectado, não se alimentar nem dormir direito por conta da vida online e apresentar sintomas de abstinência, ou seja, quando não está na internet, mostra-se irritado, mal-humorado, impaciente e ansioso.

Como tratar a dependência de internet?

Dependência de internet, como tratar?

O primeiro passo para alguém se libertar da dependência de internet é aceitar que a vida está prejudicada pela tecnologia. A partir disso, é importante buscar um tratamento adequado. Nós da Clínica Viva sabemos que o desafio do dependente de internet é encontrar o equilíbrio pois a internet está presente no cotidiano. Então, desenvolvemos o exclusivo projeto terapêutico Personal Care que utiliza uma metodologia eficaz para ajudar o paciente a desenvolver o controle sobre o uso da internet e aprender a importância de saber viver com qualidade e saúde.

Se você acredita que é dependente de internet, saiba que é possível ter uma relação saudável com a tecnologia. E, claro, quanto mais cedo identificar e tratar, mais rápida é a recuperação. Procure ajuda especializada. Acesse: tratamento para dependência de internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *