Esportes são grandes aliados na recuperação da dependência química

Que praticar exercícios físicos faz bem para a saúde não é novidade. Mas você sabia que os esportes também são ótimos aliados na recuperação de dependentes químicos?  Além de melhorar o condicionamento físico e mental – geralmente debilitado com o abuso de drogas – a prática esportiva desenvolve as chamadas habilidades sociais.

“O exercício físico normaliza os níveis das áreas de atenção, memória e controle motor, além de estabilizar os níveis de ansiedade. As pessoas, sejam dependentes químicas ou não, aprendem a se relacionar melhor com a prática de esportes. Saber conviver em grupos é conseguir trocar informações, entender melhor o que o outro fala e ser capaz de ajudá-lo”, argumenta a psicóloga Sonia Paes Breda, da Clínica Terapêutica Viva.

Os esportes também ajudam biologicamente o dependente químico. Isso graças ao aumento da produção de neurotransmissores de serotonina e endorfinas de forma saudável. Essas substâncias são responsáveis pela sensação de relaxamento, prazer, euforia e bem-estar. Além disso, a endorfina está associada à melhora da memória, bom humor, aumento da resistência e disposição física e mental. Também ajuda o sistema imunológico, diminui as dores e retarda o envelhecimento. A serotonina é um neurotransmissor que participa do controle do humor, comportamentos emocionais e ciclo do sono–vigília.

“O fato de estar em ambiente positivo e interagindo com os outros faz com que a pessoa receba endorfinas naturais do sistema de recompensa e, assim, o corpo atinge sua capacidade de regular a química do seu próprio cérebro e o humor de forma saudável”, explica Sonia.

Sonia complementa dizendo que com a prática de esportes, o dependente químico aprende novas ferramentas de socialização, melhorando o estresse, o humor e acabam adquirindo a autoconfiança.

Sabendo dessa importância, a Clínica Viva disponibiliza profissionais capacitados e materiais para que seus pacientes dependentes químicos possam praticar esportes durante a fase de internação, ajudando-os na reintegração e recuperação.

Conhece alguém que precisa de tratamento para dependência química? Entre em contato com a Clínica Viva! Acesse: tratamento para dependência química.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *