Colocando em prática as metas de 2014

O que todo mundo tem em mente no começo de um novo ano? Metas. Todos os objetivos a serem alcançados são enfileirados em uma lista mental ou numa folha de papel. O início de um ano é usado como inspiração a mudar e se livrar de maus hábitos, como o tabagismo, dependência do álcool e outras drogas, jogo ou sexo compulsivo. Ou mesmo, conquistar uma relação saudável com a balança e com o espelho.

Ter objetivos é muito motivador, mas só ter isso em uma lista não funciona. Se você quer se livrar de maus hábitos ou mudar algum comportamento que te incomoda, é preciso arregaçar as mangas. Veja dicas para colocar em prática as promessas de ano novo:

A hora é agora

Nada de ficar adiando. Aproveite a motivação de início de ano, onde está aflorada a vontade de mudanças, para tomar atitudes que possam, de fato, trazer benefícios para sua vida.

Autoconhecimento

Por que eu quero este objetivo? Se não sabe a resposta, melhor refletir. Afinal, estar anotado na lista pode não te motivar daqui um tempo. Você vai precisar saber o que e por que do seu objetivo.

Planeje

Não deixe de pensar no que será preciso para que você consiga tornar realidade a sua meta. Pesquise, converse, planeje as etapas necessárias para a sua conquista. Inclusive os obstáculos que você poderá enfrentar. Assim, fica mais fácil até pensar em uma forma de estar preparado para as dificuldades.

Confie em si

Todo mundo é capaz de mudar. Nem sempre é fácil, é verdade, mas dizer que é impossível é ser injusto consigo mesmo. Em vez de pensar negativamente sobre o seu próprio comportamento, acredite mais em si. Não se canse de confiar na sua capacidade de atingir seus objetivos.

Apoio da família e dos amigos

Embora a vontade individual seja fundamental, não necessariamente se deve ficar sozinho neste processo para alcançar as metas. Outras pessoas, como a família e os amigos, participando dessa mudança de hábito podem ser muito favoráveis.

Ajuda profissional

Há maus hábitos que não são fáceis de mudar, mesmo com a vontade da pessoa e com o apoio da família e amigos. Por isso é possível ter ajuda profissional para auxiliar neste processo de mudanças. Na Clínica Viva, por exemplo, é possível ter atendimento em várias especialidades, como alcoolismo, dependência química e transtornos obsessivo-compulsivos-compulsivos, onde a pessoa tem todo o suporte de profissionais altamente capacitados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *