Anorexia e bulimia também atingem homens

Depois de ficar dois dias sem comer, Mateus comeu muito em apenas uma refeição, chegando a ingerir mais de 2.000 calorias rapidamente para, logo depois, correr até o banheiro e provocar o vômito.

Mateus é um personagem fictício que representa algo que muitos ignoram na vida real: transtornos alimentares também atingem os homens. Embora o número de pessoas que sofrem de anorexia e bulimia seja maior entre as mulheres, há um número crescente de diagnóstico destas doenças entre os homens, especialmente os adolescentes e jovens.

E isso não é de agora. Na literatura médica, o primeiro relato de anorexia masculina, por exemplo, é de 1689, de Richard Morton, sobre um jovem de dezesseis anos. Porém, preocupação com o peso era considerado algo de mulher, o que levava muitos homens sequer ter o diagnóstico correto por pura discriminação sexual.

Foi o tempo que se acreditava que o homem não era vaidoso e não se preocupava com o físico. As pressões culturais para um corpo perfeito valem para ambos os sexos e costumam se um dos fatores que podem desencadear os transtornos alimentares. Outros fatores comuns são a baixa autoestima, ansiedade, depressão ou até mesmo problemas de obesidade na infância.

Muitos homens sentem-se envergonhados e não procuram ajuda. E isso é errado! Não se deve ter vergonha de buscar tratamento profissional. Anorexia e bulimia são doenças que precisam ser tratadas o quanto antes. Ambas necessitam de uma equipe multidisciplinar para que possa cuidar do paciente em sua totalidade, como psiquiatra, psicólogo e nutricionista.

Anorexia em música

Daniel Johns, vocalista da banda Silvechair, é um dos homens famosos que admitiram sofrer de anorexia. Ele compôs a música Ana’s Song (Canção da Ana, em tradução livre), que fez muito sucesso no início do ano 2000 no qual ele usa metáforas para falar da sua relação com a anorexia. Ana é o apelido dado para anorexia.

Em uma entrevista em 2004, Johns admitiu ter uma relação distorcida com a comida. “Eu pude de alguma forma me convencer de que as maçãs continham lâminas de barbear e não ia a restaurantes, porque eu pensava que todo chef do mundo queria me envenenar. […] A comida era o inimigo. Eu simplesmente odiava olhar para ela, o cheiro dela. Se alguém falasse sobre isso, eu saía da sala”. Hoje, Johns está recuperado e continua a carreira de cantor.

Conheça a música que o cantor fez sobre esta fase da anorexia:

Se você está sofrendo de anorexia ou bulimia não deixe de procurar ajuda, acesse www.ctviva.com.br e saiba mais sobre os transtornos alimentares. E não se preocupe, o tratamento é totalmente sigiloso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *