A segunda vida de Christiane F

Há mais de trinta anos, a alemã Christiane Felscherinow tornou-se o símbolo da degradação provocada pelas drogas em uma criança. O seu primeiro livro, Wir Kinder vom Bahnhof Zoo (Nós, as Crianças da Estação Zoo), publicado em 1978, tornou-se um fenômeno mundial, sendo reproduzido em 18 idiomas e inspirando um filme, dirigido por Uli Edel. No Brasil, o livro ganhou o título “Eu, Christiane F, 13 anos, Drogada e Prostituída”.

Hoje, aos 51 anos e portadora da hepatite C, Christiane lança o segundo livro: Mein Zweites Leben (Minha Segunda Vida) para contar a trajetória de sua vida após o sucesso do primeiro livro na década de 80. Desta vez, com a ajuda da escritora e jornalista Sonja Vukovic – que levou três anos para escrevê-lo entre entrevistas e checagem dos fatos – Christiane F vai, mais uma vez, relatar todos os altos e baixos de uma pseudo-celebridade ainda dependente de drogas.

Pensando em ajudar dependentes químicos, com o lançamento do livro também foi criada a Fundação Christiane F, que irá apoiar filhos de toxicodependentes. Também está no ar o site www.christiane-f.com, cujo objetivo é prevenir e evitar que os filhos de dependentes sejam obrigados a viver sozinhos com este drama.

Fonte: Jornal “O Estado de São Paulo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *