Dê um basta no tédio!

Todo mundo já se sentiu entediado alguma vez. O tédio é um sentimento de aborrecimento, desgosto sem causa específica. “Podemos dizer que o tédio seja também um sentimento provocado pela demora no desenvolvimento de alguma coisa. É a falta de estimulo e motivação”, esclarece a psicóloga Sonia Paes Breda, da Clínica Viva.

Você acha que tem sentido tédio demais e isso é problema? Pois saiba que tédio em si não é uma doença. O problema é quando o sentimento de vazio predomina. “Se uma pessoa tem total falta de vontade em realizar as atividades e há desinteresse pela realidade vivida pode ser indicativos de depressão. Mas só uma avaliação pode dar este diagnóstico”, explica Sonia.

Embora não tenha um momento certo, o tédio geralmente aparece quando não fazemos algo que queremos fazer ou temos que fazer o que não queremos. “Com isso, entramos em um profundo tédio, que lembra a falta de força de vontade, porque a vontade não consegue se agarrar a coisa alguma”, diz a psicóloga.

Ok, você já entendeu o que é o tédio. Mas como acabar com ele? Sonia sugere que o primeiro passo seja fazer coisas que sejam prazerosas. Afinal, quem gosta do que faz, mesmo quando há problemas, consegue manter-se satisfeito. Outro aspecto do excesso de tédio é encher o dia com tantas atividades, que não sobra muito tempo para o lazer e descanso. “Não podemos permitir que momentos de lazer se transformem em rotina de trabalho. Como, por exemplo, sair com amigos e o trabalho ser assunto principal. Esse tipo de comportamento não é saudável”, argumenta Sonia.

A psicóloga também dá dica de que devemos ter a capacidade de controlar e gerenciar as emoções, resultando, assim, bem-estar. “É importante desenvolver tarefas que realmente goste, ter amigos, praticar esportes, ouvir músicas, enfim, fazer o que gosta”.

Já pensou em como inserir atividades prazerosas no seu dia? Conte para nós o que te anima! Deixe seu recado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *