Obesidade é retratada na novela Saramandaia

A personagem Dona Redonda, interpretada pela atriz Vera Holtz, chama atenção por seu apetite voraz no remake de Saramandaia (Globo). Em diversas cenas, a personagem faz questão de provar variados e calóricos quitutes. Dona Redonda tem todas as características de um compulsivo alimentar, ingerindo altas quantias de comida em um curto espaço de tempo e, como consequência, é obesa.

Dona Redonda também nega o problema, acreditando estar bem e não se importando em comer o que vê pela frente. Além disso, o marido, Seu Encolheu (Matheus Nachtergaele), adora ver a mulher comendo. Ele sofre com dores no estômago, por isso fica deslumbrado com o apetite da mulher.

A atriz Vera Holtz disse em entrevista que fez laboratório nos Estados Unidos, onde observou o comportamento dos obesos para compor a personagem. “Quando sentam, comem com o garfo, com a mão, tudo ao mesmo tempo. Eu me lembro que ficava sentadinha, me sentindo magérrima”, aponta a atriz que ressalta ter hábitos alimentares saudáveis. Para conseguir os 250 quilos da personagem, Vera tem uma caracterização especial, que inclui próteses e roupas especiais.

Na vida real, a obesidade está ligada a diversas doenças, como problemas cardíacos, alguns tipos de câncer, hipertensão arterial, embolia pulmonar, acidente vascular cerebral (AVC), entre outras.

O destino da Dona Redonda em Saramandaia já é aguardado por todos: ela irá explodir. A cena foi uma das mais populares da primeira versão e está prevista para ir ao ar no mês de Agosto. Fora da telinhas, a obesidade pode levar à morte. Como foi o caso da atriz e ex-vedete Wilza Carla, que faleceu em 2011 em decorrência dos problemas de saúde agravados pela obesidade.  Wilza interpretou a personagem Dona Redonda na primeira versão da novela, em 1976. Ela foi escolhida por ter o perfil da personagem, já que na época não havia tantos recursos para efeitos especiais como hoje.

O tratamento da obesidade necessita de uma equipe multidisciplinar, devido os vários agravamentos. Desde nutricionistas até psicoterapeutas, para que possa entender a relação do obeso com a comida, já que, em muitos casos, a obesidade é consequência da compulsão alimentar. Para entender melhor a doença, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *