Médico compara crises causadas pelas drogas psicoativas com esquizofrenia

Muitos são os malefícios causados pelas drogas. Entre eles, estão os surtos psicóticos, semelhantes aos de pacientes de esquizofrenia. O Dr. Drauzio Varella e o Dr. Rodrigo Bressan, coordenador do Proesp (Programa de Esquizofrenia da Unifesp), em um bate-papo, abordaram mais detalhes sobre esta comparação.

A esquizofrenia, explica o Dr. Bressan, é uma liberação excessiva da dopamina. As drogas psicoativas, como a cocaína e a maconha, liberam a dopamina também. “É como se a psicose fosse a via final de vários efeitos: Um da psicose endógeno (esquizofrenia) e da psicose exógeno (causada por outros fatores) também. Tanto que o tratamento é o mesmo. Então, se você usou muita cocaína e está paranoico, vamos utilizar medicamentos antipsicóticos e funciona muito bem. São as mesmas medicações”, diz Bressan.

O médico alerta que muitos migram para a doença independente da droga. “Existe uma droga chamada metanfitamina. O Sudeste Asiático, especialmente Taiwan, tem muita dependência disso. Se você vai usando cronicamente, você passa a ter sintomas sem a droga”, esclarece Bressan. “É o que chamamos de substrato neuroquímico, onde você consegue induzir o quadro como a droga”, complementa Dr. Varella.

O tratamento utiliza medicamentos para controlar as crises psicóticas. De acordo com Bressan, está comprovado que a psicose em si é prejudicial ao cérebro. Por isso, é importante tratar o quanto antes esses sintomas, assim como conseguir reconhecer nas fases precoces para obter resultados melhores e manter medidas preventivas.

Assista a matéria completa:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *