Quando o prazer se transforma em problema

Aquela amiga que vive endividada porque não consegue parar de comprar. Aquele amigo que só fica na internet, não sai de casa e quando sai, fica só mexendo no aparelho celular ou tablet. Aquela pessoa que quando se apaixona fica perseguindo o parceiro(a), tentando controlar cada passo que ele ou ela dá.

Não é difícil de reconhecer alguma pessoa descrita em cima. Descontrole em alguns comportamentos do ser humano é mais comum do que se pensa e pode se manifestar de várias formas: comprar, comer, se exercitar, navegar na internet, jogar, amar e até sexo.

Porém, gostar de fazer algo ou fazer com frequência não significa que seja doente ou algo do tipo. O problema passa a ser quando saciar o desejo por algo se torna essencial, colocando a vida pessoal e profissional de lado, como, por exemplo, faltar do trabalho ou sair no meio do expediente porque precisa jogar ou fazer sexo, acarretar dívidas por compras desnecessárias, comer em excesso, tentar controlar os passos do namorado por ciúme.

Esses impulsos, na verdade, costumam ser ocasionado para aliviar algum sentimento, como ansiedade, estresse, insegurança, baixa autoestima ou depressão. Por trazer alívio, a pessoa passa a se comportar sempre de um determinado jeito sucessivamente, não levando em consideração os danos que pode causar a si. Esse comportamento é conhecido como transtorno do espectro obsessivo-compulsivo.

Para saber se é hora de procurar ajuda, é preciso autoconhecimento para saber se as atitudes que toma têm sido mais nocivas do que agradáveis. Também vale a pena ouvir o que a família e os amigos dizem, pois é comum não conseguir admitir que algum comportamento está fazendo mal.

A partir do reconhecimento de que precisa de ajuda profissional, o indicado é a psicoterapia, um método que visa a mudança de comportamento e controle dos impulsos.

A Clínica Viva é uma empresa especializada em saúde mental e emocional. Há anos no mercado e reconhecida em todo o país, oferece um exclusivo plano terapêutico para os chamados transtornos do espectro obsessivo compulsivo: o Personal Care.

O Personal Care conta com uma equipe multidisciplinar, especializada em Terapia Cognitivo-Comportamental, que prepara a pessoa a mudar o estilo de vida e treiná-la para se sentir melhor consigo mesma. Todo o tratamento é ambulatorial, ou seja, não há internação, e as consultas são realizadas com hora agendada, transformando, assim, o tratamento totalmente sigiloso. Para saber mais, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *