“Não aceitava que eu era doente”, revela Casagrande ao Fantástico

O comentarista e ex-jogador Walter Casagrande concedeu uma entrevista exclusiva ao programa Fantástico (Globo) no último domingo (14) onde relatou mais detalhes sobre a dependência química e o lançamento do livro “Casagrande e seus demônios”, escrito pelo jornalista Gilvan Ribeiro.

Casagrande, que completou 50 anos ontem(15), contou sobre as overdoses que teve, sendo uma delas quando um dos filhos estava em casa, como ele relata, também, em um trecho do livro: “Botei tudo de uma vez, rapidamente, pois o Leonardo estava em casa e podia aparecer a qualquer momento. Houve uma explosão no meu peito. Explodiu mesmo: buumm. Saí cerca de um metro do solo, bati contra a parede e caí no chão”.

Mas foi preciso um acidente de carro para que Casão, como ele é conhecido, pudesse iniciar o tratamento para dependência química. Em 22 de setembro de 2007 ele adormeceu no volante, durante uma descida. O pé ficou no acelerador e ele capotou com o carro.

“Quando acordei pela primeira vez estava no Hospital Einstein. Na segunda, eu estava internado na clínica. Foi a virada da minha história. Eu não aceitava estar lá, não aceitava que eu era doente, meu pensamento era ainda de um dependente químico em atividade – ah, amanhã eu paro, eu posso parar quando eu quiser. Bobagem, você está dominado pela droga, é tudo justificativa de um dependente químico”, relembra ele.

Após a recusa inicial, Casagrande aceitou o tratamento. Ele permaneceu internado na clínica durante um ano e atualmente ele tem acompanhamento de três psicólogas e uma psiquiatra.

Sobre o livro, apesar de mostrar sua trajetória e superação, Casagrande confessa que ainda não o leu. “Não me dá coragem ainda de algumas histórias. Eu quero pegar e ler, do início ao fim. Eu não quero pegar os capítulos. Eu podia ler os capítulos mais leves, mas estou curioso também para ver as partes ruins da minha vida. Eu ainda não tenho coragem”.

Veja a entrevista na íntegra clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *