Psicóloga tira dúvidas sobre internação involuntária na Jovem Pan

Apesar de recomendada pela Associação Brasileira de Psiquiatria e pelo Conselho Federal de Medicina, a internação involuntária é ainda um assunto muito discutido por setores da sociedade. Por isso, dúvidas sempre surgem a respeito desse modelo de intervenção. E para esclarecer dúvidas, a psicóloga da Clínica Viva, Ana Laura Parlato, concedeu uma entrevista para a jornalista da Rádio Jovem Pan, Izilda Alves.

A iniciativa da entrevista partiu da campanha “Jovem Pan pela vida, contra as drogas”, que Izilda coordena. Segundo Ana Laura Parlato, “Quando o dependente não aceita o tratamento, a família tem o direito, garantido por lei federal ( lei 10.216 de 2011), de recorrer à internação involuntária”, explica.

Durante a entrevista, a psicóloga, que dirige duas unidades de internação e unidades ambulatoriais da Clínica Viva, falou a respeito desse tipo de tratamento tanto para o paciente quanto para sua família. Além disso, Ana Laura evidenciou a necessidade de profissionais qualificados para realizar esse tipo de tratamento e também apontou que a família deve conhecer o local antes de internar seu ente em qualquer clínica.

A entrevista completa poderá ser lida no blog da campanha da rádio Jovem Pan.

Quer ficar sempre atualizado? Siga-nos! @ctviva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *