Pesquisa mostrará impactos que o consumo de drogas gera em comunidade acadêmica

SETI

Criado no ano passado, o Grupo de Trabalho para Enfrentamento ao Crack e outras Drogas (GT- Drogas) conta com a participação representativa de todas as Instituições Estaduais de Ensino Superior (IEES). Nessa semana, o grupo se reuniu na Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior para a discussão do primeiro levantamento para o enfrentamento ao crack e outras drogas.

Essa é a primeira reunião do grupo sob a nova resolução 01/2011. Para agilizar o processo, os participantes foram divididos em três grupos: pesquisa, aplicação e publicidade. A previsão é de que o projeto seja enviado, no mês de agosto, ao Comitê de Ética da Universidade Estadual de Londrina (UEL), para que em outubro, uma pesquisa possa ser aplicada.

A iniciativa vai abranger aproximadamente 100 mil pessoas entre todas as faculdades e universidades estaduais do Paraná. A pesquisa faz parte das atividades que o GT produzirá, possibilitando assim, identificar os indicadores sócios demográficos da comunidade universitária além de apontar os problemas e os impactos que o consumo dessas substâncias geram.

Quer ficar sempre atualizado? Siga-nos! @ctviva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *